/* Subnav Menu ------------------ */ /*-- container geral do menu--*/ ul#topnav { margin: 0; padding: 0; float: left; width: 100%; /*-- se quiser edite a largura total do menu --*/ list-style: none; position: relative; font-size: 1.2em; /*-- edite tamanho da fonte--*/ background: #000; /*-- edite cor de fundo--*/ } /*-- itens das listas--*/ ul#topnav li { float: left; margin: 0; padding: 0; border-right: 1px solid #555; /*--edite borda--*/ } /*-- links dos itens das listas --*/ ul#topnav li a { padding: 10px 15px; display: block; color: #fff; /*-- edite cor dos links --*/ text-decoration: none; } /*-- links dos itens das listas no modo hover --*/ ul#topnav li a:hover { color:#ccc; /*-- edite cor dos links --*/ } /*-- item da lista no modo hover--*/ ul#topnav li:hover { background: #1376c9 ; /*-- edite cor de fundo--*/ } /*-- item da lista do submenu--*/ ul#topnav li span { float: left; padding: 15px 0; position: absolute; left: 0; top:35px; display: none; width: 100%; background: #1376c9; /*-- edite cor de fundo do submenu--*/ color: #fff; /*-- edite cor dos links do submenu--*/ /*--bordas arredondadas a direita--*/ -moz-border-radius-bottomright: 5px; -khtml-border-radius-bottomright: 5px; -webkit-border-bottom-right-radius: 5px; /*--bordas arredondadas a esquerda--*/ -moz-border-radius-bottomleft: 5px; -khtml-border-radius-bottomleft: 5px; -webkit-border-bottom-left-radius: 5px; } /*-- item da lista do submenu no estado hover--*/ ul#topnav li:hover span { display: block; } /*-- links do item da lista do submenu--*/ ul#topnav li span a { display: inline; color:#ccc; /*-- edite cor dos links do submenu --*/ } /*-- links do item da lista do submenu no modo hover--*/ ul#topnav li span a:hover { text-decoration: underline; color:#000; /*-- edite cor dos links do submenu no estado hover --*/ } APPVR - Associação dos Portadores de Parkinson, Esclerose Múltipla e Avc de Volta Redonda/* Subnav: Dezembro 2008 /* Subnav Menu ------------------ */ /*-- container geral do menu--*/ ul#topnav { margin: 0; padding: 0; float: left; width: 100%; /*-- se quiser edite a largura total do menu --*/ list-style: none; position: relative; font-size: 1.2em; /*-- edite tamanho da fonte--*/ background: #000; /*-- edite cor de fundo--*/ } /*-- itens das listas--*/ ul#topnav li { float: left; margin: 0; padding: 0; border-right: 1px solid #555; /*--edite borda--*/ } /*-- links dos itens das listas --*/ ul#topnav li a { padding: 10px 15px; display: block; color: #fff; /*-- edite cor dos links --*/ text-decoration: none; } /*-- links dos itens das listas no modo hover --*/ ul#topnav li a:hover { color:#ccc; /*-- edite cor dos links --*/ } /*-- item da lista no modo hover--*/ ul#topnav li:hover { background: #1376c9 ; /*-- edite cor de fundo--*/ } /*-- item da lista do submenu--*/ ul#topnav li span { float: left; padding: 15px 0; position: absolute; left: 0; top:35px; display: none; width: 100%; background: #1376c9; /*-- edite cor de fundo do submenu--*/ color: #fff; /*-- edite cor dos links do submenu--*/ /*--bordas arredondadas a direita--*/ -moz-border-radius-bottomright: 5px; -khtml-border-radius-bottomright: 5px; -webkit-border-bottom-right-radius: 5px; /*--bordas arredondadas a esquerda--*/ -moz-border-radius-bottomleft: 5px; -khtml-border-radius-bottomleft: 5px; -webkit-border-bottom-left-radius: 5px; } /*-- item da lista do submenu no estado hover--*/ ul#topnav li:hover span { display: block; } /*-- links do item da lista do submenu--*/ ul#topnav li span a { display: inline; color:#ccc; /*-- edite cor dos links do submenu --*/ } /*-- links do item da lista do submenu no modo hover--*/ ul#topnav li span a:hover { text-decoration: underline; color:#000; /*-- edite cor dos links do submenu no estado hover --*/ }

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

É natal....

"A paz e a harmonia
jamais serão conquistadas
com os braços cruzados.
É preciso acreditar
que o caminho que leva a Deus
é feito pelo trabalho
e pelo amor dos homens."
A APPVR deseja a todos um Feliz Natal e um Ano Novo com muitas realizações.

O chapéu violeta e o Colibri


Aos 3 anos ela olha pra si mesma e vê uma rainha.Aos 8 anos ela olha pra si mesma e vê CinderelaAos 15 anos ela olha pra si mesma, vê uma bruxa e diz: "Mãe, eu não posso ir pra escola desse jeito!"Aos 20 anos ela olha pra si mesma e se vê "muito gorda/muito magra, muito alta/muito baixa, com cabelo muito liso/muito encaracolado", mas decide que vai sair assim mesmo...Aos 30 anos ela olha pra si mesma e se vê "muito gorda/muito magra, muito alta/muito baixa, com cabelo muito liso/muito encaracolado", mas decide que agora não há tempo para consertar essas coisas. Então, sai assim mesmo..Aos 40 anos ela olha pra si mesma e se vê "muito gorda/muito magra, muito alta/muito baixa, com cabelo muito liso/muito encaracolado", mas diz: "sou uma boa pessoa" e sai mesmo assimAos 50 anos ela olha pra si mesma e se vê como é. Sai e vai para onde ela bem entender...Aos 60 anos ela olha pra si mesma e se lembra de todas pessoas que não podem mais se olhar no espelho. Sai de casa e conquista o mundo...Aos 70 anos ela olha pra si mesma e vê sabedoria, risos, habilidades... Sai para o mundo e aproveita a vida...Aos 80 anos ela não se importa muito em olhar pra si mesma. Simplesmente põe um chapéu violeta e vai se divertir com a vida...Talvez devêssemos pôro chapéu violeta mais cedo...
Dalva Molnar

Silvia H Rigoldi Simões , de Piracicaba, comenta SOBRE O CHAPÉU VIOLETA

A vida é uma construção contínua e intensa de cada um de nós. É verdade que existem os tropeços e limitações inevitáveis, mas deixar-se derrotar por eles é uma atitude opcional.
Não importa se aprendemos isso aos 30, 40 ou aos 80 anos. Na verdade, em qualquer idade, não se preocupe tanto em olhar para si mesmo. Simplesmente, coloque um chapéu violeta e vá se divertir com a vida. E se ganhar um, melhor ainda!
E não é sempre que ganhamos esse chapéu violeta de um grande amigo. Também não importa o tempo dessa amizade. Ela pode germinar de um momento para outro. Basta que os corações pulsem numa mesma sintonia.
O que importa mesmo é que o chapéu violeta esteja lá, a nos unir para um impulso vital, destemido. Não para nos levar a um momento futuro de muita felicidade, mas para que o próprio viver cotidiano seja a própria felicidade.
E esse chapéu violeta, símbolo da sensibilidade humana que encontra a força e o destemor perante qualquer dificuldade , esse chapéu violeta eu o ganhei de uma grande amiga:Dalva Molnar.
Obrigada pelo carinho, pela sabedoria de viver de forma obstinada diante da limitação e da fragilidade humanas. Muito agradecida pela sensibilidade e pela percepção de que há que se sorver a felicidade em cada dia de vida.

A Associação Brasil-Parkinson- Núcleo Piracicaba (Colibri) gostaria de agradecer à gentileza da amiga Dalva Molnar em fazer a palestra e ao Prof José Maria de Souza e e Anita, pela Dançaterapia, no dia 13 de dezembro de 2008. Quer, ainda, expressar a gratidão ao apoio ao Hotel Jerubiaçaba, em Águas de São Pedro, que permitiu o encontro de tantos voluntários e amigos de Piracicaba, S Pedro, Águas de S Pedro, Campinas, Araraquara, até de Salvador.
Um Feliz Natal a todos e um ano de 2009 com muitos chapéus violeta no coração de cada um.
Diretoria da Colibri.


O nosso abraço a todos da ABP, núcleo de Piracicaba, pelo trabalho maravilhoso que realizam. Estamos postando na íntegra o texto que nos foi enviado pela Sílvia, amiga muito querida.

domingo, 14 de dezembro de 2008

Prefiro o Parkinson - Cordel



O Renato nos presenteou com um cordel, em que mostra de uma forma muito especial, que o Parkinson não é tão ruim assim. Agradecemos muito e deixamos o nosso espaço aberto para novas postagens.

Prefiro o Parkinson - Cordel

Quando não queremos
Certa situação aceitar
É bom parar e pensar
E alguns casos comparar

Parkinson é uma doença
Que é boa de exemplificar
Porque hoje quem a possui
Geralmente não quer aceitar

Temos nossas limitações
Nada que nos faça sofrer
Fazendo as comparações
Fica mais fácil entender

O Alzheimer chega mansinho
A medicina tem consciência
Generosa não tira a vida
Mas leva o doente a demência

Parkinson vêm do cérebro
Mas não afeta a cognição
Ficamos meios parados
Prestando bem atenção

Rigidez, disfasia e tremor
Um pouco de depressão
Não chega a ser nada
Se fizer a comparação

O AVC é outro exemplo,
E que não manda recado
Ou leva para o sono eterno
Ou paralisa o corpo de lado

O Parkinson temos certeza
É um bem educado inglês
Não tira a vida de ninguém
E não chega de uma vez

Você que ainda é novo
Ou já tem certa idade
Saiba que o fardo é dado
Conforme a capacidade


Câncer dispensa palavras
É uma doença do mal
Não descobriram a cura
Quase sempre ela é fatal

Parkinson sabemos enrijece
Mas isto não faz tanto mal
Fazendo fisioterapia diária
Dá para ficar bem legal

Não se culpe do que tem
Nem a Deus nas alturas
A culpa é porque somos
Imperfeitas criaturas

Pense numa resposta:
Se tivesse que escolher
Entre Leucemia e AIDS
Qual não queria ter

Temos direito adquirido
Do nosso remédio ganhar
O governo nos fornece
Sem um centavo cobrar

Somos livres para ir e vir
Podemos dizer sim ou não
Contrário daquele cidadão
Vivendo mal na prisão

Esclerose Lateral E.L.A.
Nem é bom comentar
Prefiro o meu Parkinson
Quietinho no seu lugar

Imagine um corpo perfeito
Todos os membros no lugar
Uma linda família ao redor
Mas nada podendo enxergar

Se tivesse que uma optar
Nenhuma eu queria ficar
Como doença não escolhe
Melhor a que tiver, aceitar

Renato e Regina

domingo, 7 de dezembro de 2008

Superação

“A verdadeira medida de um homem não é como ele se comporta em momentos de conforto e conveniência, mas como ele se mantém em tempos de controvérsia e desafio.”
(Martin Luther King Jr.)

Na última 5ª feira realizamos a nossa confraternização de final de ano, selada com um coquetel. Foi um encontro lindo, cheio de alegria e alto astral. Entre os parkinsonianos, familiares e amigos presentes houve muita energia positiva, onde todos interagiram, aproveitando para se conhecerem melhor e estreitando os laços de amizade que vêm se formando. Houve também momentos de superação e emoção.
Se o grupo cresceu bastante nestes 09 meses de existência, individualmente também evoluímos. Por estarmos juntos, sentimos que um “protege” o outro, e assim, sentimo-nos mais seguros. Pessoas que já não saíam de casa mudaram seus comportamentos após começarem a freqüentar as reuniões do grupo, num processo abençoado de superação. Os desafios continuam, mas com força de vontade, persistência e fé em Deus vamos superando-os.
Que Ele possa nos abençoar, hoje e sempre.